sábado, 8 de novembro de 2008

Para quem quer recomeçar



Autor: Maria de Deus Oliveira

Para auxiliar no recomeço é preciso: Desnudar a alma. Banhá-la com muito sumo de rosas imaginárias, perfuma-la, vesti-la de alegria, pegar carona nas asas da felicidade e buscar um lugar onde não só o espírito e coração, mas também o corpo possam integrar-se num paraíso de emoções boas, permitirem fluir a beleza de amar e ser amado. O amor invadir cada espaço do nosso eu, então, acreditar em si, que é possível ser feliz, mas tem que desejar ser, viver em humilde e não perder a esperança e fé em si e nos outros.
Jamais ser remanso, porque é água impura, estagnada, pode virar lodo de angústia, ou a lama da vingança, intolerância, desamor, vaidade, egoísmo, inveja, luxúria, soberba, inimizade, mesquinharias, coisas pequenas de almas mixurucas e sem valor algum.
Ser rio, desses de corredeiras fortes, de águas cristalinas e que consegue afastar do caminho e deixar bem para trás todas as pedras de mágoas, desilusões, amarguras etc. Transparente em boas ações e intenções de fidelidade, amizade, companheirismo, solidariedade, irmandade, fraternidade e visto através do olhar confiante e seguro. Quando o espírito renovar-se, desaguar no mar, tornar-se água serena onde é permito navegar sem medos e sem perigos. Tornar-se um oceano de benignidade onde todos possam mergulhar e se sentirem purificados, extasiados e encantados de amor quando se encontrarem. Viver para ser feliz e contribuir com a alegria do próximo e que este nos veja sempre como porto seguro e não deseje nunca mais navegar por outros mares, mas confiar em desaguar sempre juntos conosco por qualquer caminho...

Livro: Alinhavando Palavras – Sem pé, nem cabeça. I VOLUME
Postar um comentário

www.alinhavandopalavras.blogspot.com

Arquivos do blog

www.alinhavandopalavras.blogspot.com

Bem-Vindos!
Temas variados: trabalhos escolares orientados por mim e/ou assuntos que despertam a minha curiosidade, estudo e elaboro através de pesquisa. Trabalhos de outros pesquisadores. Em paralelo, a literatura, coisas que gosto de escrever, em diversos gêneros literários.

Nós os mais velhos somos os responsáveis por essa juventude que dominará no futuro nosso mundo, portanto, mãos a obra: Quem ama educa e nunca machuca!
Amar significa educar com liberdade vigiada até que o jovem possa dirigir sua vida com autonomia. É preciso aprender a valorizar o “SER”, porque as coisas se deterioram e a essência transcende. Infelizmente a vida é um enigma e nada podemos afirmar, porque se não houver vida após morte, morremos e nem saberemos quando isso acontecer, entretanto não custa nada ser bom, honesto, preservar a natureza para os nossos herdeiros, pois eles merecem viver num universo saudável como viveram nossos ancestrais.
Vivamos diariamente não como se fosse o último dia, mas com a alegria de poder viver mais um dia e conviver com as pessoas que amamos, oxigenar o corpo, ver a beleza que nos rodeia dia e noite e principalmente saborear momentos inéditos.
A vida não teria prazer se não houvesse sonhos, fantasias, crença na utopia, partilhar amor, amizade e o conhecimento que nos permite criar e apreender.
Venha participar deste espaço virtual, não como uma estrela cadente, mas como uma estrela ascendente que deseja pertencer a uma brilhante constelação de amizade e saberes que nos edifica como ser humano. Bem-vindo(a) a minha tela eclética em cultura, e você é quem decide o que deseja nos presentear.
Um abraço!
Maria de Deus Oliveira de Siqueira Alves.
http://www.ecleticoemcultura.blogspot.com/


Todas as ilustrações, exceto fotos de amigos e da minha família, (aliás, uma grande família) foram retirados do http://www.google.com.br/, pesquisa de imagens mais completa da web.

Respeite os Direitos Autorais

É preciso uma porção de amor em tudo que se produz!