terça-feira, 1 de outubro de 2019

E POR FALAR NA SAUDADE!...

E por falar na saudade...
que vivo tanto sentindo
resolvi escrever esta carta
porque você inspira minh'alma
quando está distante
e se torna minha poesia
que invade o meu ser
deixando-me fragilizada
muito triste e sombria.
Entretanto está inacabada,
porque só sua presença
faz meu poema ter sentido
descrevendo os momentos vividos,
sentidos pelo corpo,
num dueto que se torna sinfonia
em juras de amor.
murmuradas ao pé do ouvido
que atiça meus desejos
quando eu te vejo e te beijo
e acaba tudo que é dor.
Então, termino meu soneto
tendo a certeza que a parte
mais deliciosa da minha vida
é quando você se ausenta e volta,
 me abraça, me aperta, se entrega
só a ti pertenço, por completa
quando é fechada a nossa porta!..

Maria Maria Oliveira/Maria De Deus Oliveira.
 —

Nenhum comentário:

PARA SEMPRE CRIANÇAS!

Não esqueça, não só hoje, mas em todos os dias de sua vida deixar a criança que existe dentro de você fluir, pois podemos "traquinar&q...