domingo, 19 de abril de 2009

O SIGNIFICANTE DA SAUDADE


Hoje fiquei pensando sobre a saudade, simbolizada por sentimentos controversos e complexos.Há momentos que vivemos uma intensa alegria quando navegamos nas recordações que apesar de longínquas, nos fazem tanto bem para pele, corpo e rejuvenesce nossa alma ao ponto de nos levitar ao ápice do prazer, porque revivemos com tanta intensidade, que a nossa adrenalina nos faz sentir fortes emoções, ao lembrar daquele delicioso visgo no olhar, o acelerar descompassado do coração, sorrisos que não querem se calar mesmo depois de tantos anos. A verdadeira saudade é aquela que nos faz reviver um frenesi ímpar, inusitado, inesquecível, vindo de um universo especialmente terno e calorosamente amoroso. As palavras são interpretadas de acordo com o contexto a que pertence. Ele é que vai definir o verdadeiro significado do significante, e para falar a verdade, o vocábulo saudade é atraente, bonito e que provoca curiosidade entre as pessoas sobre os fatos que desencadearam essa querência de reviver o passado, então, ela só devia conter boas recordações, jamais sofrimento e que só produzisse risos com muita alegria em recordar momentos que foram importantes para a nossa felicidade Em outras instâncias, deveríamos anular e jamais deixar subir a tona do pensamento, os instantes carregados de tristeza, mágoas, enfim, tudo aquilo que nos passa uma rasteira e de repente nos sentimos como se sugados por areia movediça sem conseguir salvação, ou descendo ao fundo do poço onde não encontraremos mais forças para subir até a tona. É a entrega total, é o homem se abandonado e entregando os pontos ao desequilíbrio mortal.
Como dois pesos e duas medidas diferentes, podem ser denominados pelo mesmo nome? Certas palavras deveriam ter apenas um significado: partilhar e recordar momentos que foram gratificantes e elevaram o nosso espírito ao infinito de amor, jamais sofrimento.Convido você para beneficiar esse contingente da saudade, colocar travas no cérebro e no coração contra as lembranças ruins que pretendem se arraigar na nossa alma.
Só vamos nos permitir daqui por diante ideias que contemplem os anseios aliados ao bom humor. O ser humano veio para terra designado para ser feliz, como já se referia os antigos filósofos gregos. Dizem que só é feliz quem quer! Vamos tentar?


Prosa poética


Hoje fiquei pensando o que a saudade produz na gente. Aquele vazio, aquela formigação nos nervos, aperto no coração, estação de inverno no pensamento que congela os movimentos.Um mal estar que não há remédio para remediar, que não há companhia capaz de substituir e o único consolo é chorar. Saudade é um banzo terrível que ataca o nosso corpo e que nos deixa sem perspectiva de nada pois a comida não tem sabor, água parece salobra e o ar parece ser insuficiente para inspirar, os suspiros são visíveis, contínuos que dá até pra todos notar. Quando perguntam o porquê de tanta agonia, desabamos a chorar. Melhor ficar quietinha pra ninguém perceber porque no nosso rosto só transparece o sofrer, e se for explicar em palavras, proferimos: Ai Deus, quero morrer!




Autor: Maria de Deus Oliveira
Postar um comentário

www.alinhavandopalavras.blogspot.com

www.alinhavandopalavras.blogspot.com

Bem-Vindos!
Temas variados: trabalhos escolares orientados por mim e/ou assuntos que despertam a minha curiosidade, estudo e elaboro através de pesquisa. Trabalhos de outros pesquisadores. Em paralelo, a literatura, coisas que gosto de escrever, em diversos gêneros literários.

Nós os mais velhos somos os responsáveis por essa juventude que dominará no futuro nosso mundo, portanto, mãos a obra: Quem ama educa e nunca machuca!
Amar significa educar com liberdade vigiada até que o jovem possa dirigir sua vida com autonomia. É preciso aprender a valorizar o “SER”, porque as coisas se deterioram e a essência transcende. Infelizmente a vida é um enigma e nada podemos afirmar, porque se não houver vida após morte, morremos e nem saberemos quando isso acontecer, entretanto não custa nada ser bom, honesto, preservar a natureza para os nossos herdeiros, pois eles merecem viver num universo saudável como viveram nossos ancestrais.
Vivamos diariamente não como se fosse o último dia, mas com a alegria de poder viver mais um dia e conviver com as pessoas que amamos, oxigenar o corpo, ver a beleza que nos rodeia dia e noite e principalmente saborear momentos inéditos.
A vida não teria prazer se não houvesse sonhos, fantasias, crença na utopia, partilhar amor, amizade e o conhecimento que nos permite criar e apreender.
Venha participar deste espaço virtual, não como uma estrela cadente, mas como uma estrela ascendente que deseja pertencer a uma brilhante constelação de amizade e saberes que nos edifica como ser humano. Bem-vindo(a) a minha tela eclética em cultura, e você é quem decide o que deseja nos presentear.
Um abraço!
Maria de Deus Oliveira de Siqueira Alves.
http://www.ecleticoemcultura.blogspot.com/


Todas as ilustrações, exceto fotos de amigos e da minha família, (aliás, uma grande família) foram retirados do http://www.google.com.br/, pesquisa de imagens mais completa da web.

Respeite os Direitos Autorais

É preciso uma porção de amor em tudo que se produz!