FELIZ DIA DOS AVÓS


Hoje olhei pra trás e vi a estrada que percorri  estampada de saudade. As paisagens de afrescos minimalistas que retratam minha vida onde tive ganhos e perdas, encontros e desencontros, partidas e chegadas, nascimentos e luto, nostalgia e alegrias, frustrações e felicidade, êxitos e fracassos. Ouvi  sons diversificados de cada fase que vivi: danças de rodas da ingenuidade; Jovem Guarda na puberdade; minha música clássica preferida, Noturno em Si Bemol Menor Opus. 9 nº 1, de Chopin, que marcou a lembrança do primeiro amor. Depois cheguei na etapa do MPB que gosto até hoje. Ah! Ouvi o  eco das cantigas de ninar que cantei por mais de dez anos. Em dado momento percebi que num passado próximo reabilitei  um gostar esquecido, desenhos animados, filmes infantis, canções de ninar, porque me tornei AVÓ. As portas dessa estrada nunca se fecharam, pois todos os dias vão surgindo telas que pinto com o pincel coração. As matizes variam por causa dos meus  sentimentos, mas existe a esperança que as cores  sejam  vibrantes e iluminadas pelo amor impregnado em minha alma e que Deus é o precursor  da minha fé, para que jamais deixe de lutar pelos sonhos que ainda desejo realizar. 
Feliz dia dos avós!
by Maria de Deus Oliveira
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

TRABALHO DE PESQUISA EM PEDAGOGIA

MITOLOGIA GREGA: A HOMOSSEXUALIDADE

A IMPORTÂNCIA DAS ATIVIDADES LÚDICAS PARA CRIANÇAS DE 03 A 06 ANOS