QUERO NOVO ESTILO DE VIVER


Viramos ranzinza quando tudo aborrece ao modificar o habitual. Quero novo estilo de viver. Fazer o que não gosto, quem sabe não apreciei porque nunca fiz? Comer o que não me agrada, premiar meu corpo em receber coisas saudáveis, mesmo difícil ingerir, já que engulo tantos sapos indesejados, não custa deglutir benefícios. Fazer algo radical, sensações fortes, talvez a adrenalina me renove. A vida é um presente de Deus, porém, somos responsáveis em calibrar o motor para funcionar perfeitamente e não adianta caprichar só na estética, pouco importa o que está na vitrine, mas sim os valores da essência. Velho só é quem quer. Mal de Alzheimer só tem quem não exercita a mente, castiga-se por erros cometidos. Perdoar-se é salutar. Ser amado é uma felicidade, entretanto, amar é imprescindível e de dentro para fora, sem esperar nada em volta, mas sem apego, para minha alma que anda tão pesada libertar-se. Não quero ser casulo, mas borboleta, que se encanta, pousa e depois levanta voo aleatoriamente. Quiçá seja eu feliz sem destino. Metamorfoses. Então, adeus rotina!
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

TRABALHO DE PESQUISA EM PEDAGOGIA

MITOLOGIA GREGA: A HOMOSSEXUALIDADE

A IMPORTÂNCIA DAS ATIVIDADES LÚDICAS PARA CRIANÇAS DE 03 A 06 ANOS