LEDO ENGANO

Eu pensei que amar,
fosse assim: só alegria!
Não haveria dores, tristeza e nem d
esilusão.
Mas que bobeira, tamanha asneira,
e tive a certeza quando provei e senti,
o sabor da rejeição, porque eu por demais te amei, sofri, chorei,
quase morri de tanta dor por frustração.
A minha vida ficou vazia...
sem prazer, sem harmonia...
ressentida, em prostação...
Mas quem mandou ser tão crédula?
Fui pura, amante sincera...
desejando apenas amar e ser retribuída...
com a febril paixão que em mim desabou.
Mas que inocência?
eu não sabia que podia ser apenas ‘um caso’,
e quê ‘por acaso', acabou......

by Maria De Deus Oliveira
 
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

TRABALHO DE PESQUISA EM PEDAGOGIA

MITOLOGIA GREGA: A HOMOSSEXUALIDADE

A IMPORTÂNCIA DAS ATIVIDADES LÚDICAS PARA CRIANÇAS DE 03 A 06 ANOS