NAVEGAR É PRECISO - PROSA POÉTICA




Desde o momento que nos percebemos como gente, começa aquele conflito que norteia o nosso interior em busca de viver a grande magia, a promessa da alegria que a lua encanta na noite e que o sol aquece de dia com intenso calor. Ah! O grande segredo da vida está em descobrir no mapa dela um porto seguro para ancorar o nosso coração carregado de lindos sonhos de amor!
Mas a primeira, à segunda, à terceira vista, etc., parece uma coisa inatingível. Somente nós podemos guiar o nosso barco da cabeça até aos pés, mas às vezes pelo cansaço do desencanto vivido, deixamos o vento e o tempo nos carregar à deriva porque tememos tomar posse e nem permitimos sermos apossados, não conseguimos fundear, mas é preciso se ter a consciência de que ninguém consegue ser pirata a vida inteira, é preciso ancorar, não se permita afundar, pois se naufragar de uma vez, não há guindaste que levante, o erga ou, segure.
         Temos que abrir as velas, segurar firme no leme e comandar. O importante é ousar, arriscar,  e se não for possível e habitável a enseada encontrada, é hora de levantar a âncora e partir para nova jornada. Mesmo sem bússola, enfrente o horizonte através da esperança porque um dia a estrela guia permitirá enxergar no infinito, o nosso finito de amor. Como disse o poeta: “Vem, vamos embora, esperar não é fazer, quem sabe faz a hora, não espera acontecer”! Não fique de braços cruzados, reme, lute, tenha fé e faça acontecer, pois quem não sabe remar, suar camisa, lutar pra buscar e encontrar um bem-querer continuará à deriva, vai ficar na saudade e finalmente, anafrodita, morrer!
by Maria De Deus Oliveira
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

TRABALHO DE PESQUISA EM PEDAGOGIA

A IMPORTÂNCIA DAS ATIVIDADES LÚDICAS PARA CRIANÇAS DE 03 A 06 ANOS

MITOLOGIA GREGA: A HOMOSSEXUALIDADE