EU SABIA QUE VOCÊ EXISTIA


           Imagine minha agonia, tinha certeza que você existia, só não sabia onde lhe encontraria, onde procurar. Meu corpo desesperado, coração que arde no peito, é um cruel desmantelo, tinha que lhe encontrar.  Você nem sabe, não havia alegria, só  destempero, um desejo intenso de ver alguém, tão logo me apaixonar. Saía na rua, mas que atropelo, mas eu dou um jeito, tenho grande defeito, sou impaciente, não sei esperar!
          Não adianta jogo, brincar de esconder, é desassossego. Sei o caminho certo, irei vasculhar, eu vou lhe achar. E descobrindo dar um nó, amarrar com pleno direito, desprovido de preconceito, será  pra sempre meu par. Em rios e praias, sereia ou iara, mergulho vou buscar. Mulher urbana, ou suburbana, é grande meu desespero, Preciso ser companheiro, um grande amor verdadeiro, ser feliz por inteiro, pra vida eterna,  SER TEU  E VOCÊ SEMPRE ME AMAR! 
                                                                                                                   by Maria de Deus Oliveira


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

TRABALHO DE PESQUISA EM PEDAGOGIA

A IMPORTÂNCIA DAS ATIVIDADES LÚDICAS PARA CRIANÇAS DE 03 A 06 ANOS

MITOLOGIA GREGA: A HOMOSSEXUALIDADE