AMOR EGOÍSTA



Algumas pessoas quando amam, não querem  apenas possuir  o corpo da pessoa amada, mas também as emoções, os desejos, os pensamentos, as ações, enfim, quer possuir mais  do que tudo, quer tomar posse e dominar também a alma. Quando essas pessoas não se consideram o dono da  alma, diz nada possuir da pessoa amada  porque os desejos da carne,  podem ser saciados, não com a mesma intensidade vivida pelos que se amam, mas satisfazem o prazer, embora somente, os anseios do corpo. A pessoa que ama, quer o outro ser por inteiro. Ela quer dominar todos e possíveis imaginários sentimentos, especialmente o amor. Anseia da outra pessoa a vontade de pertencer, as  dores causadas pela sua ausência e que nela habite uma enorme saudade e a angústia  causada pela falta de carinho que complementam o seres. Quer exclusividade em tudo: ser a primeira a dar o bom dia; parabenizar pelo aniversário; desejar feliz natal; ser a primeira a abraçar depois da entrada do ano novo, quer ser a primeira em tudo na vida  da outra pessoa e se isso não ocorre, Deus nos acuda, há uma terrível desilusão, um ultraje ao seu amor unilateral.  Indiscutivelmente esse é um amor egoísta. Ele não sabe dividir nem sequer um momento, e que se não for assim, prefere remoer as mágoas, mas prefere lamentavelmente viver sozinho. 
by Maria de Deus oliveira
LIVRO: ALINHAVANDO PALAVRAS - SEM PÉ NEM CABEÇA.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

TRABALHO DE PESQUISA EM PEDAGOGIA

A IMPORTÂNCIA DAS ATIVIDADES LÚDICAS PARA CRIANÇAS DE 03 A 06 ANOS

MITOLOGIA GREGA: A HOMOSSEXUALIDADE