SEDUÇÃO



 Maria de Deus Oliveir
Quando alguma coisa me intriga a primeira coisa que penso é em escrever para interagir com alguém. Fico pensando quando dizem que o casamento atualmente é uma instituição falida e me questiono o porque. O que será que está havendo entre os amores se os filmes que mais fazem sucesso são aqueles que narram uma linda história de amor? As novelas de audiência são aquelas que oferecem muitas cenas amorosas, e enfim, o final é feliz, acontece vários casamentos, os pares se encontram, a felicidade é geral e os maus castigados. A nossa vida real  inicia mediante os nossos relacionamentos afetivos extra-familiar e mais importante ainda quando finalmente fazemos nossa escolha porque consideramos que o nosso par seja imprescindível ao nosso viver, esse é o verdadeiro começo - ou recomeço - de vida com a parceria conjugal, podemos até dizer que é a especiaria necessária que vai temperar as nossas emoções corporais, mentais e que eleva o nosso espírito a outro plano, o orgástico. Novidades na família quando se comunga o verbo amar, geralmente surgem filhos, os verdadeiros amores, sim, pois nunca ninguém ouviu falar em: ex-filho (a), ex-mãe-pai, avô-(ó) ,irmão-ã.  Dentro da família com consanguinidade, nunca existirá EXs. Ouvimos muitos ex: namorados, maridos, amores, patrão, presidente. Acredito que a sedução foi morar no ostracismo. O que falta na vida de todos nós - em todos os sentidos - é a sedução! Quem sabe seduzir, como uma criança quando faz um biquinho e/ou um sorriso cativante de qualquer idade, ninguém consegue dizer, não! E os casamentos que são eternos namoros? Eles são aliciados pelo jogo da sedução, é uma suprema jogada aquele olhar 43 que parece  ter visgo, deixa o coração batendo, parece que vai soltar pela boca e você não consegue desgrudar? O dançar coladinho que deixa o nosso corpo tremendo do pé a cabeça? Quem viveu tudo isso não pode dizer que o amor faliu. Responda: - O amor não é a coisa mais gostosa que existe no mundo? Ame e se permita amar, com entrega total, sem medo de errar, acertar, arrisque um olho, uma perna, uma mão, enfim, o coração, para depois não passar batido daqui desse mundo, sem usufruir o sabor, o prazer  de viver a plenitude do amor? Mas é preciso descobrir a fórmula secreta da sedução, sim, porque somos todos diferentes, não há uma que você compre na prateleira de loja e/ou supermercado: me dá essa; é aquela; e o que o amigo usou? Só servirá para o tipo de amor que ele tem. Seduzir é uma arte milenar, seduza todos os dias o seu amor, não se acomode,  pois  podemos nos arrepender se  por acaso aparecer um sedutor, arrastar de nós alguém que amamos e de tão confiantes, achamos que não precisávamos todo dia alimentar a relação com muito carinho e sedução! Então seja: um eterno sedutor, não importa a idade que tenha, a sedução é abstrata, não está na beleza física e sim na da alma! O amor sobrevive a idade cronológica. Não é o tempo que destrói o amor e sim o desleixo amoroso. Nunca esqueça de aquecer a chama do amor do outro e com você manterem acesa a paixão que é sentimento cego, surdo e louco!
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

TRABALHO DE PESQUISA EM PEDAGOGIA

A IMPORTÂNCIA DAS ATIVIDADES LÚDICAS PARA CRIANÇAS DE 03 A 06 ANOS

MITOLOGIA GREGA: A HOMOSSEXUALIDADE