"AMIGOS PARA SEMPRE"



Autor: Maria de Deus Oliveira

Vou contar uma história real e que poucas pessoas conhecem, de dois, dos três tenores mais famosos do mundo. A rivalidade tem história, e começa entre madrilenos e catalões, porque esses últimos sempre quiseram a independência da Espanha: Plácido Domingos é madrileno e José Carreras é catalão. Tornaram-se inimigos mortais desde o ano de 1984 por questões políticas, e, um não aceitava assinar um contrato se o outro fosse convidado. Em 1987 Carreras, adquiriu um inimigo bem pior, um câncer, leucemia. Apesar de possuir fortuna, o tratamento minguou suas posses e nessa época surge uma fundação para tratamento de leucêmicos que patrocinou sua cura. Curado voltou a cantar e já abastado, procura a fundação Formosa para ser também um colaborador. Então, para sua surpresa descobre que fora Plácido quem a criara e permaneceu no anonimato com receio que ele se recusasse a fazer o tratamento por orgulho.
Certo dia Plácido estava fazendo um concerto, Carreras invade o palco e se ajoelha pedindo perdão ao suposto inimigo e agradece publicamente o ato de caridade do Plácido. Este tenor o levanta, e com um forte abraço demonstra seu perdão e selam um início de uma grande amizade.
Um dia um jornalista pergunta para Plácido porque ele criara a fundação, que além de ajudar a um inimigo, ajudaria também ao seu maior concorrente, e ele simplesmente respondeu: - "Porque uma voz como aquela não podia perder-se"! Depois de encerrado o desafeto, eles se uniram para cantar e gravar a famosa música: "Amigos para sempre".
Ao conhecer essa história fiquei muito emocionada ao ponto de verter lágrimas. A minha admiração por ambas pessoas acresceu: Plácido por ter ajudado a salvar a vida do Carreras,e este, por ter tido a humildade de pedir perdão diante de uma imensa platéia. Isso comprova que as pessoas que possuem a virtude da bondade, no coração, nada temem.
Quem tem talento verdadeiro nunca vai querer dar uma rasteira no outro, pois não precisa, sempre irá brilhar, porque o céu comporta todas as estrelas e as mais unidas formam as mais lindas constelações já vistas pelos homens. Quem semeia o bem e planta amor, só colhe coisas boas, e quem planta o mal, colhe tempestades, granizos, tormentas, turbulências etc., porque no céu, nosso Deus, é a testemunha que tem os maiores olhos e ouvidos do mundo. Ele é fiel e verdadeiro, ordeiro e justo. Não acaba numa pizzaria suas decisões! Que Deus ilumine em nós a generosidade. Não estou falando em grana não, mas sim no altruísmo daquelas almas enormes que socorrem os que necessitam de alguém para carregá-los pela mão e tirá-lo do anonimato, e mostrar que o sol nasceu para dar brilho a todos. Cada um tem há seu jeito, seu valor particular e próprio de brilhar. Só ficará na sombra e bem apagados, aqueles que afundam no seu próprio ódio e despeito. Beijo no coração perfumado das lindas almas e desejo que mantenham seu brilho muito além do horizonte.

video
video

Postagens mais visitadas deste blog

TRABALHO DE PESQUISA EM PEDAGOGIA

MITOLOGIA GREGA: A HOMOSSEXUALIDADE

A IMPORTÂNCIA DAS ATIVIDADES LÚDICAS PARA CRIANÇAS DE 03 A 06 ANOS