O ROMANTISMO NÃO ACABOU...





Sempre fico muito feliz quando verifico e ratifico que o romantismo não acabou. Onde guardamos e reside esse sentimento? Dentro do nosso coração ou no pensamento? Não importa porque bom mesmo é sentir e deixar fluir essa energia que abre para a nossa vida novos horizontes de alegria, emoções diversificadas e deliciosas de viver, desde que tenhamos a coragem assumir e demonstrar a todos que suspiramos e vivemos como seres humanos românticos.
Ninguém adivinha o que pensamos e o que queremos viver romanticamente. Precisamos nos expor se for preciso nos virar pelo avesso para que o outro perceba como somos, como gostaríamos de vivenciar uma vida romântica na vida real, trocando palavras das histórias de romance e demonstrar que as palavras amorosas não foram feitas exclusivamente para serem lidas nos livros, e sim, criadas para pronunciarmos carinhosamente para as pessoas a quem amamos, admiramos e consideramos que sejam imprescindíveis na nossa vida, que preenchem os nossos sentimentos íntegros de amor e torna a nossa vivência feliz e prazerosa
Ter vergonha de dizer pra alguém que o ama? Por quê? Não é vergonhoso e sim grandioso. Se não somos correspondidos, pode ter certeza, a pessoa que não corresponde, nem deseja esse amor, com certeza perdeu oportunidade de ser amada como nunca imaginou ser, não deu a chance de experimentar a fartura de saborear uma grande paixão, um incêndio maravilhoso que ferve, queima, mas não causa danos e sim momentos de intensa vibração calorosa, além da carne que acalenta e embala o outro de calor humano e muita felicidade. Saber amar além de ser uma bela e esplêndida arte é uma das mais belas virtudes, porque o amor é divino e consagrado por Deus.
Jesus nos amou e deu à vida por nós e poucos valorizam isso. Não podemos agradar a gregos e troianos, entretanto, é preciso ter receio dos presentes rotulados como de gregos que a vida ironicamente nos traz, porque são falsos e traidores. Quem tem um espírito aventureiro, mas é capaz de se apaixonar e defender com a própria vida a pessoa amada, desejo que não sofra a hostilidade sofrida pelo calcanhar de Aquiles, grande guerreiro, mas perante e em defesa do amor foi aniquilado e deixou-se abater até a morte em defesa da amada, como aconteceu em Tróia. Esse mito também retrata que todos nós temos um ponto fraco e que é preciso estar em alerta diante dos acontecimentos para que não sejamos derrubados pelas nossas fraquesas, porque apaixonados estamos vulneráveis aos sentimentos, mesmo aos não verdadeiros e cedermos diante do engano acreditando que seja a mais pura verdade.

Vamos amar mesmo que não sejamos amados como desejamos. Viver, sonhar, fantasiar platonicamente. Não pagamos pelos sonhos, mas, tem certa hora que eles podem tornar-se perigosos, então é preciso fazer um trato com seus próprios sentimentos e o coração. Se em vão procuramos e não encontramos o amor que tanto esperamos encontrar, não vamos viver debruçados em churumelas e a maldizer o destino.

Se não conseguimos conquistar o que almejamos, então vamos procurar amar o que temos a nossa disposição. Não custa dar uma olhada para os lados, por baixo, de frente, por cima, vamos catar mesmo e quem sabe, pode ser que aquele alguém, “pingo d’água em pedra dura, tanto bate até que fura”, transforme-se de sapo em príncipe e vice-versa. Todos nós precisamos amar sem medidas e viver o bálsamo que aquela magia do amor eterno é capaz de protagonizar e que jamais seja uma terrível contradição à nossa imaginação. Então, vamos dar asas aos nossos pensamento, sonhos e engendrar uma forma de ser feliz. Lembre-se que todos nós somos filhos de Deus! Então o que estamos esperando? Feche os olhos e abra o seu coração. Deixe o amor entrar de mansinho, porque a vida é curta e precisamos ser contemplados com a felicidade e ter a alegria de escrever o nosso inesquecível romance, um best seller, com uma história inusitada.
Contente para ser contentado e por isso desejo toda sorte do mundo para quem busca viver um grande amor, porque desejamos e merecemos ser parte desse contexto de doces aventuras, alegres e diversas maravilhosas loucuras amorosas, que somente os apaixonados conseguem viver e surpreender a pessoa amada: PURO ROMANTISMO!



Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

TRABALHO DE PESQUISA EM PEDAGOGIA

MITOLOGIA GREGA: A HOMOSSEXUALIDADE

A IMPORTÂNCIA DAS ATIVIDADES LÚDICAS PARA CRIANÇAS DE 03 A 06 ANOS