O QUE SERÁ QUE FAZ VALER A PENA A VIDA?











O que será que faz valer a pena viver a vida?
Essa é uma pergunta com respostas subjetivas, porque, cada um de nós tem sua visão diferente de enxergar as coisas. A cada dia nos transformamos e os nossos desejos vão sendo substituídos por outros. O que era importante ontem, hoje já não nos traz mais felicidade.
A única coisa que percebo que nunca modifica na maioria das pessoas, é a busca frenética pelo status, e por ele o homem chega morrer envenenado pela gana do poder que vai extirpando silenciosamente por dentro o ser humano: seus nervos em frangalhos ; é pressão alta ou baixa demais; colesterol danoso e quando ele pensa que vai usufruir, infelizmente, ele parte desta para outra vida, se houver, porque essa é grande interrogação, a incógnita que convivemos diariamente, mas que pode nos levar a loucura se ficarmos ligados nesse assunto. É melhor esquecer, porque é a mesma coisa de querer controlar e saber quantas vezes respiramos por dia, com certeza vamos pirar.

É inacreditável, mas é a pura verdade, tudo aquilo que o ser humano persegue e constrói durante sua passagem na terra não tem valor algum, vai ficar tudo aqui, e pra lá, do outro lado, eu acho que deve ser tudo de graça, porque, não podemos levar nada no nosso último leito, onde vamos virar adubo para fertilizar a areia e trazer novos frutos para a natureza, será nossa única serventia.
Então o que será que faz valer a pena a viver a vida? Na minha concepção, é o amor, os momentos bons usufruídos com a pessoa amada, a família, os amigos, tudo aquilo que nos provoca risos, que nos faz perder o juízo, mas que nos traz felicidade perene, isso sim levaremos dentro de nós para eternidade ou para sempre. Um amor bem vivido com plena cumplicidade, que nos faz ficar rindo à toa quando recordamos aqueles momentos de pura emoção, alegria ou êxtase, isso sim é bom de recordar, alimenta a alma, o corpo, as vísceras, as entranhas e tudo fica completinho, sem nem um espacinho vazio, é copo cheio até a borda, que se mexer um tiquinho transborda.
É verdade também que precisamos ir à luta. Para ter uma vida saudável é preciso batalhar pelo sustento e realizar os sonhos que se tem como objetivo de vida, mas não com ganância, tudo tem um limite. É preciso retirar das ferramentas de trabalho a arrogância, soberba, impáfia etc. É bom lembrar nos momentos que nos deixamos levar pelos ataques de faniquitos que todos nós teremos um idêntico fim.
Acho mesmo que é o amor sim que faz valer a pena viver a vida. Toda aquela maravilhosa sensação, toda ardência da paixão, uma querência do outro ser, ai! Assim é bom viver! Com intenso prazer!.....
E já cheguei a uma conclusão: que é de amor que eu quero morrer!
AUTOR: Maria de Deus Oliveira

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

TRABALHO DE PESQUISA EM PEDAGOGIA

A IMPORTÂNCIA DAS ATIVIDADES LÚDICAS PARA CRIANÇAS DE 03 A 06 ANOS

MITOLOGIA GREGA: A HOMOSSEXUALIDADE