Pierrô Perdido no Bloco da Ilusão.





Mais uma vez, chega fevereiro.
Festa, alegria, tantos foliões..
Ainda não me recuperei, não sou perfeito,
Ando meio perdido, no Bloco das Ilusões!
Quero confete, serpentina colorida
Pra jogar na colombina,
Que por mim aqui passou ...
Quero ser hoje o seu par desconhecido,
E perder o meu juízo
Mas viver um grande amor
Quero ter hoje nos seus braços mil desejos,
E fazer o que não devo,
Pra viver fortes emoções
Mesmo que eu saiba
Que amanhã serei mais um Pierrô!!!
Perdido no Bloco da Ilusões...

Autor: Maria de Deus Oliveira

Livro: Alinhavando Palavras – Sem pé, nem cabeça. I VOLUME
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

TRABALHO DE PESQUISA EM PEDAGOGIA

A IMPORTÂNCIA DAS ATIVIDADES LÚDICAS PARA CRIANÇAS DE 03 A 06 ANOS

MITOLOGIA GREGA: A HOMOSSEXUALIDADE