Onde está a felicidade?





Autor: Maria de Deus Oliveira

Eu pergunto a você: Por que só procuramos à felicidade no lugar que ela não se encontra?
A felicidade deveria ser igual ao celular, quando a perdemos, ligávamos para o número e se a bateria estiver carregada, nós facilmente localizaremos pelo toque de chamada. Porém a felicidade adora brincar de esconde-esconde, mas não tem espírito esportivo para nos ajudar a encontrá-la e participar de jogos que ajude a indicar sua direção. Lembra daquela brincadeira de criança que se mostrava o objeto, colocava-se uma venda nos olhos, rodava várias vezes a pessoa e depois soltava para que fosse em busca do “tesouro”? Chama-se por “Cabra-cega”, ou, “ Tá quente ou ta Frio?”. A cabra-cega vai por uma direção e orientamos através das palavras: quente ou frio. Quando a resposta é que está pegando fogo, está na eminência de encontrar o objeto do jogo. Achou! Ganhou! Vamos convencer a felicidade de brincar conosco e quando ela responder que está pegando fogo, seguraremos a danada e trancamos no cofre do coração. Infelizmente ela é abstrata, vira fantasma, vai embora e adeus felicidade e só nos resta chorar, lastimar e iniciar novamente a jornada da caça.
Vê se encontra com ela por aí, e, por favor, diz que estou aguardando que ela responda: - “Tá pegando fogo!”, pois eu preciso ser feliz!....

Livro: Alinhavando Palavras - Sem pá, nem cabeça.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

TRABALHO DE PESQUISA EM PEDAGOGIA

MITOLOGIA GREGA: A HOMOSSEXUALIDADE

A IMPORTÂNCIA DAS ATIVIDADES LÚDICAS PARA CRIANÇAS DE 03 A 06 ANOS